bueiro, me abrace forte!

domingo, 4 de setembro de 2011

O amor é como a felicidade: vocês fingem que têm, eu finjo que acredito e ainda faço questão de sentir inveja.

Nenhum comentário: