bueiro, me abrace forte!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

mesmo com o nada feito, com a sala escura
com um nó no peito, com a cara dura
não tem mais jeito, a gente não tem cura

Um comentário:

Luna disse...

sempre demoro, mas sempre volto, e gosto. rs