bueiro, me abrace forte!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Sem querer, eu me distraio, enxergo o óbvio e este me espanta. E me perguntam o que eu espero e eu não respondo, prefiro me entupir de disfarces - ainda que a resposta esteja estampada na minha cara: tão óbvia quanto meu espanto.

Um comentário:

Anônimo disse...

Ninguém me lê.


Me identifiquei, ótimo blog.