bueiro, me abrace forte!

terça-feira, 26 de abril de 2011

Peso morto

repare que da gente nunca sobra muita coisa: reticências e olhos grudados no chão, reticências e um buraco de flores murchas no peito.

4 comentários:

Régis Eleutério disse...

esquece as flores e pega um copo de breja ou uma taca de vinho... uahuah

Rogue disse...

ssumemu!

Bia. disse...

Menino, leio teus 'vômitos' sempre. Parabéns.

Rogue disse...

mamãe diz que sou menina, rs