bueiro, me abrace forte!

sábado, 18 de dezembro de 2010

Estou silêncio

Não, não vou partir meu peito em dois para mostrar o que há lá dentro: essa alma tão confusa e arranhada.

Nenhum comentário: