bueiro, me abrace forte!

sábado, 9 de outubro de 2010

É a ausência


o que eu mais trago.

Nenhum comentário: