bueiro, me abrace forte!

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A vida é uma falta de utilidade 
e o meu vazio é a perplexidade.

Nenhum comentário: