bueiro, me abrace forte!

domingo, 12 de setembro de 2010

sobre as lembranças daquilo que nunca existiu

 A gente segue fingindo que tem para não tomar o susto de não ter.

Nenhum comentário: