bueiro, me abrace forte!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

ela se quebra todos os dias só para ouvir o som dos cacos caindo no chão

às vezes folheia o diário para desenterrar os nomes que estão escritos no passado

mas, às vezes, tem a sensação de que (quase) tudo é novo...


3 comentários:

Letícia Nogara. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Letícia Nogara. disse...

Conheci o bueiro. A agora quero que ele me abrace. Amei o blog.

Régis Eleutério disse...

O passado que deixou de ser lembrado por muito tempo se torna novo novamente.