bueiro, me abrace forte!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Sou covarde nas decisões: a beirada, nunca o abismo.

Mas compreendo suicidas.

Nenhum comentário: