bueiro, me abrace forte!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Vomitei tanto que acabei escorregando no meu próprio vômito. Eu me machuquei. Foi real o que a minha imaginação projetou. E esse bueiro nojento está entupido pela minha estupidez. É, eu não consigo construir nada digno. Sinto uma imensa vergonha por não ter a capacidade de me arrepender, de não abandonar a minha mediocridade - principalmente quando eu deveria.


Nenhum comentário: