bueiro, me abrace forte!

domingo, 4 de julho de 2010

É necessário ser triste e não compartilhar. Porque a tristeza deve ser singular para nos tornar singulares também.

Um comentário:

- sáminina. disse...

eu gosto desse lugar inóspito!