bueiro, me abrace forte!

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Sobre as coisas

Tenho tantas coisas suas que já nem sei se são minhas ou suas ou se são suas as minhas ou até mesmo minhas todas as suas coisas e que se são tão suas não poderiam ser minhas mas parecem ser de tão suas que são. Essas minhas coisas suas se autocoisando e produzindo coisas que fica impossível definir se são minhas ou suas essas coisas que se autocoisam coisando outras coisas também que eu não sei de quem são: suas ou minhas ou minhas as suas ou suas as minhas. Essas coisas todas se misturando e eu não sei se se misturam assim porque são minhas ou suas e por isso se misturam tanto umas coisas com as outras e as outras com as umas misturadas numa mistura de coisas. São tantas e tantas coisas as minhas e as suas. Mas nunca as nossas. Nenhuma coisa para chamar de nossa, mesmo com tantas e tantas coisas suas e minhas misturadas.

Nenhum comentário: