bueiro, me abrace forte!

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Eu abuso do meu dom que é me reduzir a poeira nessa estrada.

Houve um sonho cinza. Sobraram as cinzas. 

Agora assopre-as. E seu caminho estará livre.

Nenhum comentário: