bueiro, me abrace forte!

domingo, 11 de abril de 2010

Estou cheia de urgências e pendências e sentenças. E eu não vou abrir o berreiro.
Porque eu sou uma grande filha da puta.
É isso.

Nenhum comentário: