bueiro, me abrace forte!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Desliga

- Alô. Desliga. Eu não quero falar e não está barato pra caramba. Nem a essa hora da madrugada. Porra, se você voltasse. Ah, se você voltasse.  Não, seu merda, não volte. Desliga, eu não quero falar. Desliga, antes que eu diga. Desliga. Eu não quero ir pra tua cidade quente. Desliga. Alô. Eu me desfiz do presente que ia te dar. E deu tudo errado. Eu não acerto nunca. Desliga! Desliga, porque eu estou sangrando. Desliga, porque nem eu sei como ainda tenho teu número. Desliga, porque eu não sei como, mas eu ainda te amo. Por que você ainda me escuta, porra? Desliga.

Um comentário:

jaqueline disse...

Alô! ... é você? e do outro lado do controle remoto o silêncio! huashua.. nunca vou esquecer, e o pior de tudo é q eu ainda te imito!