bueiro, me abrace forte!

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Baby, a vida já não tem sentido

eu ando meio pirado
pensando em suicído
eu ando meio tarado
e virado

Tiro os óculos para afundar meu rosto nas mãos, sedenta. Minha fuga é o veneno que eu estou bebendo sem parar. E por mais que o Cazuza berre e berre, cazzo, não dá pra abafar meu choro.

2 comentários:

kokeshisblog disse...

hoje é uma noite em que todos os cigarros são poucos e a cerveja, bom, a cerveja vai ser sempre cerveja. sempre bem-vinda e nos fazendo perder a cabeça, do jeito que eu mais gosto. do jeito que os meus pais mais odeiam.

Rogue disse...

hoje foi uma noite na qual eu acordei com a boca seca (e por isso completamente sedenta) por que bebi descontroladamente a tarde inteira - do jeito que eu mais gosto.