bueiro, me abrace forte!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Drama Queen


- Ué, por que então não liga pra ele?

- E dizer o quê? Que sequei as garrafas, atirei as taças, fumei quatro maços numa noite, bati o carro, roi as unhas até não me servirem nem para arranhar minha própria pele em dias de angústia? Que dormi no piso gelado, acordei com olhos inchados e molhados e me viciei em calmantes? Que, para esquecer e me livrar das lembranças tão amargas ou muito doces, frequentei bares e boates, mas que nada adiantou? Que esperei e esperaria eternamente? Que li em algum lugar que quem ama perdoa e acreditei e perdoei? Que ainda fui muito mais tola, que acreditei em nós mesmo sabendo que "nós" nunca existiu? Que deixei de ser fera para que, no final, me ferissem assim?

- É, pode ser isso mesmo. Foi dramático, gostei.

- Talvez cause maior impacto dizer que perdi o apetite e fiquei anêmica também...

Um comentário:

Régis Eleutério M. Brandão disse...

sabe aquela coisa do "queria tanto que não quero mais"... ja senti isso tb, mas não sei se sinto ainda...