bueiro, me abrace forte!

domingo, 31 de janeiro de 2010

Nunca teve pretensões a amar e ser amada, embora sempre nutrisse a esperança de encontrar algo que fosse como o amor, mas sem os problemas do amor.
- Gabriel Garcia Marquez

Um comentário:

Alexandre disse...

Caio Fernando Abreu, Gabriel Garcia Marquez...boas referências.