bueiro, me abrace forte!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Nós, os humanos, temos essa horrível e maravilhosa capacidade de sofrer pelo que não existe. Somos neuróticos.

Rubem Alves in “O AMOR QUE ACENDE A LUA
– Dor-de-Idéia”

Nenhum comentário: