bueiro, me abrace forte!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Faça silêncio,

porque hoje eu quero me afogar em qualquer coisa etílica.

Quando cada vez mais, tudo importa bem menos, eu percebo que sequei. De vez. E todas essas metáforas embaralham minha vista.

E o comichão na nuca não passa...

Nenhum comentário: