bueiro, me abrace forte!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Sinto muito, mas preciso lhe dizer: não sinto tudo isso por você. Eu minto em progressão geométrica. Minhas mentiras têm vida própria, se reproduzem dentro da minha loucura vomitada no chão. Nem todos esses amores errados são meus e nem todas essas dores são minhas também.

Eu não sou feliz aqui,
Um beijo.

Nenhum comentário: