bueiro, me abrace forte!

domingo, 1 de novembro de 2009


"A mensagem é simples. Se você já perdeu um dedo, ou é estéril, mais feio do que gostaria, menos alto do que o permissível, explorado pelo sistema, envolvido por amarguras, não tem o suficiente ou tem excesso de insuficiências, se espera e nunca alcança, se alcança o que você não espera, se vem quando não quer e parte quando mais ama, se tudo que reluz não é ouro e a vida não está ao seu alcance é porque você alcançou a vida. Que é, desde sempre, um projeto fracassado. Cada um paga seu preço. Contente-se se o seu não é alto.
Só uma coisa é certa. No fim o bandido morre,
E o mocinho também.
E toda a platéia."


Millôr Fernandes (?)

Nenhum comentário: