bueiro, me abrace forte!

terça-feira, 6 de outubro de 2009


- Quanto tempo!
- Desculpe ter entrado assim. Não resisti. Estava cansada de cartas.
- Seu cabelo cresceu um bocado.
- Não vai durar muito.
- Você estava chorando?
- Eu estava olhando aquelas pessoas na rua. Tão pequenas vistas daqui.
- Você fica tão bonita quando chora.
- Me poupe!
- Quase parece humana. Mas então você começa a falar e... Pluft!
- Ah... que saco! Eu só queria viver algo bonito, sabe?
- Sei. E sei também que é impossível.
- Você ainda tem aspirinas?
- Sim.
- Eu preciso tanto. Sabe, aspirinas. Muita dor aqui.
- Pra isso nem morfina resolve, coração.
- Mesmo?
- Falo por experiência própria.
- Então como eu faço?
- Não faz.
- Não?
- Não. Você não faz nada. Você só continua.
- Chorando?
- E bebendo. E fumando. E não conseguindo dormir. E saindo com aqueles seus amigos perdidos. Essas coisas todas que você já está habituada. Aliás, nós.
- Às vezes cansa.
- Mas você continua. Eu continuo.
- Mas e aquela gente toda ali embaixo?
- Aqueles casais?
- É.
- Oras, você não vê o que há por trás daquilo tudo?
- Vejo...
- E é isso o que você quer?
- Às vezes. Como agora, por exemplo.
- Tem certeza?
- Suas perguntas me matam!
- Então saia da sacada e pare de pensar nessas coisas idiotas!
- Eu só queria ser tão idiota quanto eles.
- Quer dançar?
- Busquei meus exames hoje...
- E então?
- Nada animadores.
- Sinto muito. Sinto muito mesmo.
- Não importa. Posso pegar as aspirinas?
- Você não quer mesmo dançar? Eu aprendi uns passos novos...
- Vou à farmácia.
- Toma! Mas já disse...
- Já. Queria ir ao teatro esta noite.
- Tenho plantão... Mas...
- Sozinha.
- Você pode voltar amanhã? Quero te ensinar os passos que aprendi.
- Talvez eu passe a semana toda aqui. Algum problema?
- De forma alguma. Faz companhia pro Bóris?
- Faço. Obrigada.
- Olha, se você quiser conversar sobre...
- Não quero. Não agora.
- Preciso ir. Promete não ficar mais na sacada?
- Tudo bem.
- Tem bastante comida que você gosta aqui. Tente se distrair.
- Vou cagar montes no seu banheiro.

Nenhum comentário: