bueiro, me abrace forte!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Porque já passaram das quatro da tarde e você ainda está dormindo, enrolado nesses lençóis de algodão. E eu estou aqui parada em pé te olhando, mas juro que vou esquecer seu rosto assim que eu sair por aquela porta. Não era paixão e nunca foi amor, era só solidão. Então eu vou pra minha casa carregando essas marcas nas costas e nos braços.
Tentar me perdoar.

Nenhum comentário: