bueiro, me abrace forte!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Pois é, Bueiro, cá estou eu. Mais uma vez.

Eu ando péssima. Péssima mesmo. Terrível, como dizem. Então deixe disso e me abraça, Bueiro. Eu voltei para você porque eu não consigo ficar longe do seu cheiro. Você consegue ver? Aqui, bem aqui, dentro dos meus olhos, tá vendo? É por isso que estou aqui, por você ser capaz de ver aquilo que ninguém mais pode. Estúpida, isso mesmo, me chama de estúpida! E essas manchas no meu pescoço, não são dele, são de outro. Meu Deus do céu, Bueiro! DE OUTRO! Eu só queria dizer que a foto dele ficou muito bonita, que ele continua sendo o cara mais bonito que eu já vi e que eu ainda não descobri qual o mecanismo. Sim, o mecanismo. Eu não te falei sobre o mecanismo? Porque os olhos dele mudam de cor, sabe?! Mudam mesmo! E eu não sei qual o mecanismo. Na verdade eu até sei. Mas... você entende o que eu quero dizer, não é? Bueiro, isso é muito sério. É a coisa mais séria que existe e já existiu. Ah... me abraça logo, caralho!

Nenhum comentário: