bueiro, me abrace forte!

sábado, 31 de outubro de 2009

Eu bem que poderia ter me apaixonado por ele. Dividir um cigarro e deixar pra ele sempre o primeiro trago. Poderia ter encontrado nele alguma razão. Mas nem ao menos me preocupei em procurar.

Tem jeito não, ó!

Nenhum comentário: