bueiro, me abrace forte!

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Sei que eu não tenho mais porra nenhuma a perder




Silenciosamente eu recolho meus cacos, meus trapos, meus restos.

Nenhum comentário: